Blog feito com amor!

9 de fev de 2010

O que é albinismo?


De que se trata?
Tem gente de olhos castanhos, de olhos azuis, verdes, bem pretinhos e de várias outras cores diferentes. Quando olhamos para a pele das pessoas, vemos que existem vários tons também. Assim como acontece com o tipo de cabelo e com os traços do rosto.

Cada um tem suas próprias características físicas e de comportamento: tem os mais animados, os azedos, os preguiçosos... portanto, não dá para falar que alguém é mais “normal” ou mais brasileiro do que o outro. A única coisa que podemos notar é o que é mais comum ou mais raro.

Os albinos estão nesse segundo grupo. Não é muito fácil encontrá-los pela rua. Por isso, às vezes, eles recebem injustos olhares de estranhamento vindos de quem nunca ouviu falar de albinismo.

Em um país tropical como o nosso, cheio de gente morena, algumas pessoas ainda se surpreendem ao ver os albinos, branquinhos e de olhos azulados. Algumas têm o péssimo hábito de fazer piadinhas, brincadeiras de mau gosto e até de xingá-los na rua. Dá para acreditar? Mas isso é resultado de falta deinformação – e de educação também. Você concorda?

Agora, entenda porque os albinos têm aparência tão peculiar.

Trata-se de pessoas com ausência de pigmentação na pele e na retina, ou seja, elas não têm melanina, responsável por dar cor às partes externas do corpo eproteção à pele contra a radiação do sol. Por isso, têm olhos, pele e cabelo bem clarinhos.

O albinismo é resultado de uma herança genética rara, porque tanto o pai quanto a mãe devem ter o gene que o determina. Isso significa que não existe o menor risco de alguém se tornar albino, eles são assim desde o nascimento.

AZUIZINHOS
A retina tem dez camadas, mas os albinos tem uma a menos, por isso seus olhos são azuis. “Eles sofrem da ausência de uma camada de proteção da retina chamada epitélio pigmentar, que recebe a imagem quando olhamos para algum objeto e a transmite para outras camadas da retina que, depois, vão para o cérebro”, explica Edson Carvalho da Silveira, oftalmologista especialista em visão subnormal.

Dessa forma, eles não enxergam bem, têm fotofobia (dificuldade para enxergar na claridade) e tendem a apresentar mais astigmatismo e miopia do que a média. A grande maioria tem visão subnormal, o que, por definição, significa que, mesmo com lentes corretoras, o indivíduo tem cerca de 30% de visão.

CUIDADOS PRA LÁ DE ESPECIAIS
Os albinos têm olhos bem azuis, pele bem clara e cílios, sobrancelhas e cabelos loiros ou avermelhados, dependendo do tipo de
albinismo e precisam de alguns cuidados para não se queimar, como o uso contínuo de protetor solar e blusas de mangas compridas.

O oftalmologista aconselha, também, o uso de bonés, óculos com filtros fotossensíveis e chapéus. Até a profissão deve ser bem escolhida para não afetar sua condição física. “Trabalhar no meio externo como um agricultor, por exemplo, é perigoso porque exige exposição ao sol, o que torna o albino ainda mais vulnerável a ter câncer de pele” informa o médico.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os albinos, informe seus amigos e ajude a diminuir o preconceito. Aproveite para comentar, aqui, o que pensa sobre o tema. Você tem coleguinhas albinos? Já viu algum tipo de desrespeito?
PODE TAMBÉM DEIXAR SUA OPINIÃO NO E-MAIL:
albinosdonossonordeste@hotmail.com



Albinismo

















Não se pode confundir:
Vitiligo e albinismo!


Albinismo Designa uma condição de natureza genética resultante da manifestação de um alelo autossómico recessivo que se traduz na incapacidade de produzir o pigmento melanina nos olhos, na pele e no cabelo (ou pelo), podendo ocorrer quer em animais, quer nos humanos.

Vitiligo é uma doença não-contagiosa em que ocorre a perda da pigmentação natural da pele. Sua etiologia ainda não é bem compreendida, embora o fator autoimune pareça ser importante. Contudo, estresse físico, emocional, eansiedade são fatores comuns no desencadeamento ou agravamento da doença. Patologicamente, o vitiligo caracteriza-se pela redução no número ou função dos melanócitos, células localizadas na epiderme responsáveis pela produção do pigmento cutâneo — a melanina. A doença pode surgir em qualquer idade, sendo mais comum em duas faixas etárias: 10 a 15 anos e 20 a 40 anos.

Essa despigmentação ocorre geralmente em forma de manchas brancas (hipocromia) de diversos tamanhos e com destruição focal ou difusa. Pode ocorrer em qualquer segmento da pele, inclusive na retina (olhos). Os locais mais comuns são a face, mãos e genitais. Os pêlos localizados nas manchas de vitiligo se tornam esbranquiçados. O local atingido fica bastante sensível aosol, podendo ocorrer sérias queimaduras caso exposto ao sol sem protetor, conferindo um risco para o desenvolvimento de câncer de pele


Prognóstico

A princípio, o vitiligo é um distúrbio crônico. Existem vários tipos clínicos de vitiligo, cada qual com prognóstico próprio. Porém, dependendo do seu tipo clínico, pode haver regressão espontânea ou a partir de tratamento médico. O vitiligo pode permanecer focal indefinidamente ou se generalizar

Tratamento

Existem inúmeras opções terapêuticas para o vitiligo, a saber: corticosteróides, imunomoduladores,helioterapia, PUVA e enxertos cirúrgicos. Esteróides têm sido usados para remover as manchas brancas, porém não são muito eficientes. Outro tratamento mais radical é tratar quimicamente para remover todo o pigmento da pessoa para que a pele fique mais uniforme.

As terapias psicológicas também têm mostrado bons resultados, uma vez que há uma ligação intrínseca entre estresse e a saúde da pele[1].

Casos famosos

Um dos casos da ocorrência de vitiligo entre artistas famosos foi o do cantor pop norte-americano Michael Jackson. Jackson revelou que possuía a doença no início da década de 1990. Foi aconselhado por médicos a usar tratamentos para tornar a cor de pele mais uniforme e acabar com as manchas, já que a doença estava bastante avançada e afectava o corpo todo — isso contrariou a teoria dos tabloides, que afirmavam que o cantor teria feito cirurgias plásticas para mudar a cor de pele voluntariamente.[2]

O apresentador norte-americano Lee Thomas, da TV de uma afiliada local da Fox Broadcasting Compan, também tem a doença.[2]

No Brasil, o apresentador de televisão e rapper Rappin' Hood, apresenta a doença manifestada em pequenas manchas ao redor dos olhos.[3]

Fonte:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vitiligo