Blog feito com amor!

10 de fev de 2010

Aquecimento global!


Protetor solar em forma de sabonete é novidade em congresso de cosmética

Sabonete oferece fator de proteção solar 15 e possui substância capaz de se fixar à pele.
Produto só pode ser adquirido com receita médica em farmácias de manipulação.

Foto: Divulgação
Protetor solar em forma de sabonete líquido é uma das novidades de congresso de cosméticos (Foto: Divulgação)

O sabonete que limpa a pele e também age como filtro solar deverá ser apresentado à classe médica no 3º Congresso Internacional Consulfarma de Farmácia & Cosméticos, que está programado para acontecer de quarta-feira (9) a sábado (12) na capital paulista. A novidade traz comodidade para o consumidor, mas vai sair salgada. A embalagem com 60 g do produto custará, em média, R$ 75.

A substância responsável pela fotoproteção é uma nova molécula patenteada por uma empresa norte-americana há quatro anos e que tem alto poder de fixação à pele. “Essa é uma molécula de filtro solar que se adere muito facilmente e que, mesmo com água e sabão, permanece fixada. Outro diferencial é não deixar a pele oleosa ou gordurosa”, diz o cosmetólogo Maurício Gaspari Pupo.

De acordo com Pupo, o modo de usar é o mesmo de um sabonete comum. Depois de aplicado na pele, é só espalhar bem o produto até obter espuma e enxaguar. O filtro solar em forma de sabonete oferece fator de proteção solar (FPS) 15, que, segundo o dermatologista Marcelo Molinaro, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, é o mínimo necessário para quem não tem problemas de pele e procura uma proteção eficaz.

Experiência

Como é um produto que acabou de chegar ao Brasil, nenhum dos dermatologistas consultados pelo G1 conhecia o filtro solar em forma de sabonete. Eles evitaram tecer comentários. “A proposta é interessante, mas deve ser ressaltado que, por enquanto, nada substitui o uso do protetor solar em creme”, orienta Molinaro.

A publicitária Rita Esteves, de 24 anos, está usando o novo sabonete no rosto há dez dias. "Uso de manhã, antes de sair de casa. Para mim, o melhor de tudo é não sentir a pele oleosa e saber que ela está protegida", conta a jovem, que, de um ano para cá, vem aumentado a freqüência de uso de protetor solar por ter a pele clara e histórico de câncer de pele na família.

Consulta

Não adianta ir correndo à farmácia ou ao supermercado mais próximo para comprar o produto, pois ele ainda não está disponível em qualquer prateleira. Como a substância responsável pela fotoproteção só pode ser adquirida por farmácias de manipulação, é imprescindível passar pela consulta com um dermatologista.

Segundo Pupo, daqui a pouco mais de um ano será possível comprar o sabonete com a mesma facilidade com que os protetores solar em creme podem ser adquiridos. “Esse é o tempo que a indústria de cosméticos precisa para desenvolver um novo produto à base do filtro solar em forma de sabonete e registrá-lo na Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]”, diz o cosmetólogo.


OBSERVAÇÃO: Procure um dermatologista para saber seu fator!


Fonte:http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL636683-5605,00-PROTETOR+SOLAR+EM+FORMA+DE+SABONETE+E+NOVIDADE+EM+CONGRESSO+DE+COSMETICA.html


Cuidados básicos com a pele são essenciais!

  • o horário de exposição deve ser o de menor intensidade dos raios solares. Não é recomendável a exposição ao sol entre 10 e 16 horas;
  • Não é aconselhável permanecer por longos períodos na mesma posição, como dormir, por exemplo. O ideal é mudar de posição freqüentemente;
  • Tomar sol moderadamente para que o efeito das radiações solares seja benéfico;
  • Áreas sensíveis como rosto, lábios e cabeça, principalmente os calvos, necessitam de um cuidado maior e, portanto, de um protetor solar de FPS mais elevado;
  • Durante a exposição solar, não é aconselhável a utilização de produtos como perfumes ou outros não específicos, como descolorantes para os pêlos. Eles devem ser evitados. Em geral, promovem queimaduras e podem aumentar os casos de alergia, além de não protegerem contra os efeitos das radiações solares;
  • Alguns produtos de uso diário, como batom e maquilagens, fornecem proteção natural. Geralmente contem, em sua composição, agentes refletores de radiação solar;
  • O consumidor também deve tomar cuidado com a utilização de certos medicamentos, como o ácido acetil-salicílico (aspirina), que em combinação com o protetor solar e o sol podem provocar reações alérgicas;


  • Produtos importados devem trazer informações claras e em português quanto ao seu nível de proteção, tipo de pele indicado, modo de uso e demais informações que permitam sua utilização correta;
  • Optar por guarda-sóis de algodão e de cor clara. A cor escura absorve radiação e calor. Tecidos de nylon produzem sombra, mas não protegem da radiação solar;
  • Verificar qual é o fator de proteção mais adequado para o seu tipo de pele. Em caso de dúvida - de preferência sempre - devem ser utilizados os produtos com FPS mais elevados;
  • O mormaço também ocasiona queimaduras. A brisa, por oferecer uma sensação refrescante, pode levar a pessoa a esquecer os efeitos nocivos do sol;
  • A eficiência de um protetor solar está relacionada diretamente à sua utilização correta. Fique atento às instruções da embalagem quanto ao tempo de reaplicação do produto, levando em consideração fatores como a transpiração e o contato direto da pele com qualquer superfície que propicie a remoção do produto.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário